Google+ Alimentação: Margarina & Manteiga

Newsletter - Acompanhe as novidades por email:

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Margarina & Manteiga






   Sabia que a margarina foi originalmente fabricada para engordar perus. Mas quando os perus começaram a morrer por causa dela, as pessoas que tinham investido na sua pesquisa começaram a procurar uma utilização alternativa que lhes permitisse, no mínimo, recuperar o investimento.
  Foi nessa altura que alguém se lembrou de juntar um corante amarelo àquela que era, até aí, uma substância branca, tornando-a mais apetecível para consumo humano e apresentá-la no mercado como um substituto da manteiga.

Mas será que alguém sabe qual é realmente a diferença entre a margarina a manteiga?

- Ambas têm a mesma quantidade de calorias;

- A manteiga tem um pouco mais de gorduras saturadas (8 gramas contra 5 gramas da margarina);

- De acordo com um estudo da Harvard Medical, comer margarina pode aumentar em 53% as doenças cardíacas em mulheres, relativamente àquelas que comem a mesma quantidade de manteiga.


A manteiga:

- Aumenta a absorção de nutrientes presentes em outros alimentos;

- Traz mais benefícios nutricionais do que a margarina (e os que a margarina tem foram adicionados artificialmente);

- É mais saborosa que a margarina e pode melhorar o sabor de outros alimentos;

- Existe há séculos e a margarina há menos de 100 anos;


A margarina:

- Triplica o risco de doença cardíaca coronária;

- Aumenta o colesterol total e o LDL (este é o colesterol ruim) e diminui o colesterol HDL (o colesterol bom);

- Aumenta o risco de cancro em 500%;

- Reduz a qualidade do leite materno;

- Diminui a resposta imunológica;

- Diminui a resposta à insulina;

E, finalmente, a parte mais interessante e perturbadora:
A margarina está a uma molécula de ser... plástico. E possui 27 ingredientes que existem na… tinta de pintar.

Se ainda não está convencido faça a seguinte experiência:

   Abra uma embalagem de margarina e deixe-a aberta num local à sombra durante alguns dias. Vai poder constatar algumas coisas muito interessantes:

1 - Não há moscas! (isso deve querer dizer alguma coisa);

2 - A margarina não mostra sinais de apodrecimento, decomposição ou alteração no cheiro;

3 - Não tem bolor. Nada se desenvolve ou cresce nela;

Ou seja, nem as moscas nem os mais pequenos microrganismos se interessam por aquilo. Não há ali nada de bom. Porquê? Bom, porque a margarina é quase plástico...

Exclua este produto de sua vida. A sua saúde agradece...

Sem comentários:

Enviar um comentário